ENTRONCAMENTO – CDS pretende polícia municipal no concelho

ENTRONCAMENTO – CDS pretende polícia municipal no concelho

O CDS-PP Entroncamento apresentou, em Assembleia municipal, a proposta da elaboração de um estudo para a implementação de um corpo de Polícia Municipal. «As vantagens de se ter uma polícia municipal são inúmeras e que se enquadram nos desafios que a nossa cidade apresenta», referem os centristas em comunicado enviado para a nossa redação. «A nossa cidade carece de fiscalização eficiente em diversas áreas, áreas essas em que muitas poderiam vir a ser da competência deste órgão de polícia», reforça o mesmo texto que, de seguida, elenca algumas das áreas de atuação da polícia municipal:

– Regulação e fiscalização do trânsito rodoviário e pedonal
– Vigilância de espaços públicos ou abertos ao público, designadamente de áreas circundantes de escolas, em coordenação com as forças de segurança
-Fiscalização do cumprimento das normas regulamentares municipais (Limpeza e Higiene Urbana, obras, etc)
– Vigilância nos transportes urbanos locais
– Detenção e entrega imediata, a autoridade judiciária ou a entidade policial
– Ações de polícia ambiental
– Ações de polícia mortuária
– Ações de sensibilização

«Com este órgão de polícia, libertaria os agentes da Polícia de Segurança Publica, para a atividade de polícia criminal, podendo assim a nossa cidade usufruir de mais agentes de autoridade», advoga o CDS/PP, que lamenta que este estudo tenha sido chumbado pelas bancadas do PS e do eleito da CDU», contando ainda com a abstenção da eleita do BE. O voto de qualidade do presidente da Assembleia fez a diferença. «O CDS-PP no Entroncamento lamenta profundamente que não tenha sido aprovado esta proposta de estudo de implementação deste órgão de polícia. O CDS-PP no Entroncamento tem liderado a luta por uma cidade mais há mais de 8 anos, estando sempre a lutar pelo aumento da segurança da nossa cidade. Estamos e estaremos sempre do lado do nosso cidadão, com a mesma linha ideológica, sem surpresas. Do CDS-PP no Entroncamento pode sempre esperar a defesa de uma cidade melhor, colocando o interesse comum no topo das nossas prioridades».