ENTRONCAMENTO – Câmara esclarece população sobre Vespa Asiática

ENTRONCAMENTO – Câmara esclarece população sobre Vespa Asiática

O aumento recente do número de ninhos de vespa velutina, comummente denominada Vespa Asiática, tem alarmado as populações, principalmente pelo desconhecimento dos procedimentos e cuidados a ter perante esta espécie de vespa, predadora da abelha europeia, já transformada em praga de contornos nacionais. A erradicação da Vespa Asiática tornou-se praticamente impossível face ao volume significativo de comunidades destes insetos. A solução passa por mitigar o problema, identificando e destruindo os ninhos desta espécie invasora, enquanto não se descobrem outras alternativas que reduzam a sua população. No Município do Entroncamento a vigilância da presença de Vespa Asiática é feita pelo Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) desde meados de 2019. Importa referir que a eliminação de um ninho não é um processo imediato, sendo necessários 2 a 3 dias até o ninho ser considerado inativo. Esta intervenção consiste na injeção de inseticida apropriado que irá pulverizar o interior do ninho, matando todas as vespas que lá se encontrem e aguardando que as vespas que estão fora possam recolher ao ninho (as vespas não voam à noite), ficando contaminadas e acabando também por morrer. Face a alguns comportamentos de risco por parte dos cidadãos, a Câmara Municipal do Entroncamento alerta para os principais cuidados a ter quando for avistado um ninho de Vespa Asiática. Esta espécie, agressiva quando perturbada no seu ninho, só representa perigo para os humanos caso a pessoa picada seja alérgica ou se for picada por um grande número destas vespas (quando se tenta derrubar um ninho, por exemplo), já que a quantidade de veneno se torna letal. De resto, a diferença entre as picadas de outras vespas ou abelhas reside apenas na dor sentida. No Outono e Inverno é expectável o aumento da identificação e localização de ninhos, já que os mesmos passam a estar mais visíveis a partir do solo, sobretudo em árvores de folha caduca. O Município do Entroncamento apela para que as pessoas não desenvolvam qualquer tipo de intervenção, sendo que esta deverá ser realizada por equipas especializadas e com recursos adequados dado que uma destruição ineficaz potencializa o comportamento defensivo e agressivo da colónia. Assim, quem identificar um ninho de Vespa Asiática deve contactar imediatamente o Serviço Municipal de Proteção Civil do Entroncamento, através do 249 716 600 ou pelo e-mail prot.civil@cm-entroncamento.pt ou, em alternativa, a Junta de Freguesia mais próxima do local de deteção do ninho.