CULTURA – Quatro dicas rápidas para ser um ás no Poker

CULTURA – Quatro dicas rápidas para ser um ás no Poker

Hoje em dia, o poker é praticado em todo o mundo por profissionais que procuram não só fazer carreira nos campeonatos oficiais, como nos vários sites especializados que se encontram disponíveis na Internet. O “nosso” Pedro Cabeça, natural da Chamusca, é apenas um dos cada vez mais portugueses que trabalham arduamente no sentido de estabelecer um percurso sério dentro da modalidade. Mas existem muitos outros, educados sobretudo por muitas horas passadas a jogar em sites de poker online.
O crescimento do poker está directamente ligado ao desenvolvimento de uma indústria paralela: a do coaching. Com cada vez mais amadores e profissionais à procura de aumentar os seus conhecimentos acerca do jogo, vão também surgindo os blogues especializados, as compilações de truques e dicas, e os cursos digitais de acesso não-gratuito.
Quer o seu objectivo passe por se tornar num profissional, ou apenas por começar a jogar melhor poker, as 4 dicas que decidimos compilar neste artigo vão certamente ajudá-lo. São truques simples e de fácil compreensão, mas que podem melhorar os seus resultados de forma significativa, principalmente caso sejam verdadeiramente interiorizados e aplicados a cada uma das suas jogadas.
Menos mãos, maior agressividade
No poker, jogar todas as mãos é não só perigoso como inconsequente. Os profissionais da modalidade sabem intuitivamente que mãos devem jogar, e que mãos não servem de forma apropriada os seus propósitos. Mas um jogador que está a começar pode ter dificuldades em saber quando deve entrar a matar no pré-flop, ou quando deve simplesmente desistir das suas cartas.
Uma dica que pode ajudá-lo a decidir de forma mais concisa que mãos deve ou não jogar é a seguinte: se decidir jogar uma mão, comece a apostar agressivamente mesmo antes do flop. A ideia é simplesmente a de jogar apenas mãos que, à partida, merecem ser valorizadas com uma aposta significativa. Se realmente tem confiança nas suas duas cartas iniciais, então não deverá ter problemas em depositar mais do que a aposta mínima no pot.
Isto não implica que deva jogar apenas mãos fortes. Afinal, se o fizer será extremamente fácil para os seus adversários ler os seus princípios de jogo. Os profissionais não têm problemas em ficar a ver de fora em várias rondas, mas colocam sempre muitas fichas nas mãos que decidem jogar. Sempre que escolher não flopar, faça a sua presença no jogo fazer-se sentida.
Jogue em mesas baratas
Uma dica que se aplica essencialmente aos jogadores de poker online. Em primeiro lugar, é óbvio que, se está a começar, deve jogar mesas baratas. Não vale a pena atirar-se de uma vez só ao “lago dos tubarões”, pagando em acréscimo valores inflacionados de buy-in, apenas para ser linchado pelos jogadores mais experientes. Não faça isso à sua confiança, e muito menos ao seu dinheiro!
Mas já pensou em jogar mesas baratas mesmo depois de já ser um profissional da modalidade? O poker em Portugal está bem representado ao nível de serviços online, com duas marcas fortes totalmente licenciadas em operação no mercado actual: a 888 e a PokerStars.
Se já conhece os cantos à casa, se já joga poker há mais de um ano, ou se simplesmente tem um entendimento acima da média dos princípios do jogo, experimente a sua sorte contra jogadores mais fracos em mesas mais baratas. Afinal, a melhor forma de ganhar dinheiro no poker é sendo o melhor jogador da mesa.
Baseie os seus bluffs em probabilidades
Bluff, uma das expressões mais populares no contexto do poker, e o recurso que mais vezes os amadores utilizam de forma errada, com resultados habitualmente catastróficos. Bluffar é uma arte dentro da arte do poker, e o importante é saber quando vale a pena fazê-lo, e quando é simplesmente melhor desistir das suas cartas. Esta dica é bastante simples: se vai bluffar, faça-o por uma razão, e não apenas porque o bluff é a sua última esperança de fazer dinheiro com a sua mão.
O bluff não deve ser uma técnica assente no desespero, mas antes nas probabilidades. Por exemplo, se no turn as suas duas cartas tiverem o mesmo naipe que duas outras cartas na mesa, você terá aproximadamente 20% de hipóteses de acabar a ronda com um flush. Este é o melhor momento para bluffar: se a sorte não o bafejar com a última carta que precisa, então recue e dê os parabéns ao seu oponente. Mas se aqueles 20% sorrirem a seu favor, você estará apto para ganhar muito dinheiro (ou fichas) no river, tudo graças ao seu bluff bem contextualizado.
Seja o seu próprio crítico
Para ser um profissional em qualquer jogo ou desporto é importante ter um espírito crítico activo, principalmente em relação à nossa própria prestação. Se está a tentar melhorar as suas prestações online, experimente utilizar trackers. Os trackers são software complementar que o ajuda a colectar estatísticas em relação a cada uma das mãos que joga na Internet, de modo a que possa melhorar o seu jogo e aprender com erros cometidos no passado.

FOTO : Manfred Vogel