Comerciantes do mercado prometem “braço-de-ferro” face à decisão da Câmara Municipal

Comerciantes do mercado prometem “braço-de-ferro” face à decisão da Câmara Municipal

Os comerciantes prometem mostrar o seu descontentamento face à não realização do mercado municipal de Tomar no 1 de Maio. Recorde-se que, na última segunda-feira, o executivo aprovou o fecho do espaço naquele Feriado Nacional, numa votação em que Partido Socialista e Coligação Democrática Unitária optaram por esse encerramento, enquanto Partido Social-Democrata e Independentes mostraram posição contrária e consideraram que essa deliberação «prejudica os comerciantes». Por aquilo que a Hertz apurou junto de algumas pessoas que pertencem a uma comissão de trabalhadores do mercado, essa decisão continua sem ser comunicada, ou seja, ainda serão poucos aqueles que, de forma oficial, sabem que estão impedidos de dar seguimento à respectiva actividade. Este assunto será analisado no mercado desta sexta-feira, altura em que os comerciantes irão decidir que posição tomar.