ATLETISMO – União de Tomar: «Cada vez maior e melhor». 47 campeões...

ATLETISMO – União de Tomar: «Cada vez maior e melhor». 47 campeões distritais são atestado de qualidade

Atualmente afirmar que a época desportiva de qualquer equipa de atletismo termina no mês de julho, parece-nos que não estamos a ser corretos nessa afirmação, no entanto há um momento em que temos que comunicar que a secção de Atletismo do União de Tomar terminou nesse mesmo mês a época 2018/2019. Assumimos esta situação porque principalmente os nossos jovens foram para férias, depois de terminarem os seus principais campeonatos. Também os nossos seniores e veteranos, ao nível de provas de pista também terminaram mais época. No entanto as competições não param, quer na estrada e principalmente no Trail, onde inclusive existem um circuito distrital federado a decorrer e um outro popular ainda mais longe de terminar. Mais uma vez com grandes feitos a registar, desde os vários atletas que vestira a camisola de Portugal, a todos os que subiram ao pódio em campeonatos nacionais, atletas a representar a seleção distrital e várias, dezenas, de títulos distritais individuais e coletivos. Desde a sua reabertura no ano de 2005 que o atletismo no União de Tomar tem vindo numa tremenda ascensão não só a nível quantitativo como qualitativo. O número de filiados atingiu o maior de sempre na história do clube com um total de 138 atletas, desde o escalão de benjamins até ao de veteranos.

47 Campeões Distritais
A nível qualitativo foi mais um ano com números extraordinários para o clube com nada menos que 47 Campeões Distritais nos diversos escalões. Coletivamente o União de Tomar revalidou os títulos de campeão distrital de Corta-Mato longo em seniores masculinos, veteranos masculinos e seniores femininos. Reconquistou o título, que havia “fugido” na época anterior, de campeão distrital de corta-mato curto em seniores masculinos, mostrando, então ser a principal força coletiva nas provas de corta-mato. Ainda no âmbito das provas de fundo, a equipa masculina sénior conquistou pela terceira vez consecutiva o título campeão distrital de estrada, enquanto no lado feminino o clube nabantino revalidou o título, sendo nesta altura, bicampeã distrital de estrada.
Na pista, a equipa feminina de juniores sagrou-se campeã distrital, repetindo o feito da época transata e, o principal destaque vai para o completo domínio do União de Tomar no campeonato distrital de iniciados vencendo as classificações coletivas em ambos os géneros, masculinos e femininos.

Marco Francisco sagrou-se campeão Nacional
A nível nacional, destaque para a revalidação do título de campeão nacional de veteranos na prova de 3000m obstáculos por parte de Marco Francisco, que conseguiu ainda o segundo lugar na prova de 1500m. Ano de estreia em presenças nos campeonatos de Portugal, com excelentes participações de Carlota Gonçalves, 4ª classificada na prova de salto com vara e Maria Pinto, 11ª na prova de 3000m obstáculos. Coletivamente, o União de Tomar alcançou excelentes resultados no campeonato nacional de corta-mato longo, terminando em 8º lugar na vertente feminina e em 12º na vertente masculina. Como principais destaques estiveram Filipe Rosa ao concluir no 24º lugar e Maria Pinto ao ser 35ª classificada. Ainda a nível das provas de fundo do calendário nacional, o União de Tomar terminou no 32º lugar na classificação masculina e 20º na classificação feminina do campeonato nacional de estrada que se realizou em Lisboa, estando Maria Pinto novamente em destaque ao terminar no 4º posto do escalão de veteranas femininas.

3ª Divisão nacional esteve muito perto
Nota ainda para o 23º lugar alcançado pela equipa feminina no apuramento do campeonato nacional de clubes ar livre ficando a apenas três lugar do apuramento para a 3ª divisão nacional, Já a equipa masculina terminou num honroso 33º lugar. Na pista coberta, o clube nabantino terminou em 28º lugar a nível feminino e em 29º no masculino.

9 Presenças em pódios nacionais
O medalheiro tomarense, no que aos escalões jovens diz respeito, voltou a aumentar esta época com um total de 9 medalhas. Margarida Mota é a detentora de quatro delas, todas na disciplina de salto em altura, sagrando-se vice-campeã nacional de juvenis em pista coberta, e subindo ao 3º lugar do pódio no campeonato nacional de juniores em pista coberta, campeonato nacional de juvenis ar livre e, ainda no olímpico jovem nacional. Afonso Santos sagrou-se vice-campeão nacional, tanto em ar livre como em pista coberta, em juvenis, na disciplina de salto com vara. Gustavo Rodrigo também se sagrou vice-campeão nacional de juvenis terminando a prova de 110m barreiras em 2º lugar, o mesmo em que terminou no olímpico jovem nacional. Laura Azevedo, ainda iniciada, estreou-se este ano em provas nacionais e logo com um 3º lugar na disciplina de salto com vara, no olímpico jovem nacional.
4º Lugar no Triatlo Técnico Nacional… Destaque também para o extraordinário lugar alcançado a nível coletivo no triatlo Técnico Nacional, onde o União de Tomar terminou no 4º posto apenas atrás das três grandes potências do atletismo nacional, Sporting Clube de Portugal, Juventude Vidigalense e Sport Lisboa e Benfica.

7 Atletas nas seleções distritais
O que também continuou a aumentar foi o número de atletas que representaram a seleção da Associação de Atletismo de Santarém. Este ano foram 7 os atletas tomarenses que vestiram as cores da associação distrital, num total de 7 representações. Destaque para as estreias de Beatriz Miguel e Martim Guedes, que participaram no Triatlo técnico interassociações, para Rita Silva que representou o distrito de santarém no Olímpico jovem nacional na prova de 4000m marcha e Ricardo Galvão que, no mesmo torneio, participou na prova de 250m barreiras. Margarida Mota foi novamente “chamada” para participar no triatlo técnico nacional e, ainda, para o olímpico jovem nacional na disciplina de salto em altura. Gustavo Rodrigo e Laura Azevedo também estivem presentes no Algarve, a representar a seleção distrital, no olímpico jovem nacional, nas disciplinas de 110m barreiras e Estafeta 4x100m, e no salto com vara, respetivamente, para acompanhar estes jovens unionistas também o nosso treinador Jorge Saldanha foi convocado para integrar a equipa técnica da AAS.

14ª Internacionalização alcançada
A nível internacional, o União de Tomar esteve representado com três atletas. Margarida Mota repetiu a internacionalização da época anterior, participando no 3º troféu ibérico de juvenis, tendo sido a 3ª classificada, e a melhor portuguesa em prova. Gustavo Rodrigo estreou-se com a camisola de Portugal no mesmo evento, sendo também ele 3º classificado e o melhor português em prova. Bernardo Vieira voltou a estar presente no campeonato do mundo de skyrunning desta vez no escalão de juniores. O tomarense terminou o Km Vertical em 23º lugar e a prova longa em 22º, sendo, nesta, o melhor português em prova. Com estas participações o número de internacionais pelo União de Tomar sobe para 8, num total de 14 internacionalizações.

Vitória no Super Clube poderá ser uma realidade
Uma classificação muito importante para o clube, que venceu no ano de 2018, é a classificação do Super Clube, prémio que destaca os clubes do distrito de Santarém que estiveram mais representados e com melhores resultados seja em provas de caráter distrital, nacional ou, até, internacional. À altura desta publicação o União de Tomar encontra-se a liderar esta classificação, com alguma margem, mas ainda sem resultados oficiais finais, não se poderá anunciar como vencedor.

Na estrada e no trail… Vitórias e muitos pódios
Nas provas de estrada e de trail não é fácil contabilizar o número de vitórias e pódios alcançados pelos nossos atletas, foram dezenas de vitórias e presenças no pódio alcançados pelos nossos atletas. Nos circuitos de trail, Paula Branco, Carolina Feliz e José Fonseca encontram-se bem colocados para boas classificações. Não podemos esquecer as excelentes prestações do nosso ultra maratonista José Fonseca, principalmente nas provas de 100 km.
Trail Nabantino/Laboratórios Fernanda Galo a realidade de uma boa organização. A nível organizativo, mais um ano de grande sucesso do Trail Nabantino que já vai na sua 7ª edição, este ano com uma nova denominação “Trail Nabantino Fernanda Galo”. Este evento contou com a organização da secção de atletismo do União de Tomar em parceria com a Câmara Municipal de Tomar. Esta edição contou, no seu total, com mais de 450 participantes, comprovando assim a linha de crescimento deste evento.

Tudo preparado para a época 2019/2020
Por tudo o que foi descrito anteriormente, a secção de atletismo do União de Tomar prepara-se para voltar ao trabalho na segunda semana de setembro, conscientes de mais uma época desportiva difícil e de muito trabalho, onde a responsabilidade será ainda maior, esperando que todos os nossos atletas continuem a envergar a nossa camisola com dedicação, orgulho e respeito. Para quem gostar e queira fazer parte da modalidade rainha do Jogos Olímpicos, e ingressar na secção de atletismo, apareça no Estádio Municipal de Tomar, de segunda a sexta-feira depois das 18h, e terá sempre um treinador disponível para vos receber. Mais informações podem ser consultadas em https://www.facebook.com/atletismo.uniaodetomar/. A primeira parte do primeiro treino será dedicada ao nosso lema “O Atletismo do União de Tomar Corre, Salta, Lança e Marcha com ALEGRIA”. A Secção de Atletismo do União FCI de Tomar