ATLETISMO – Nacional de Esperanças em Pista Coberta. Gustavo Rodrigo e Margarida...

ATLETISMO – Nacional de Esperanças em Pista Coberta. Gustavo Rodrigo e Margarida Mota (U. Tomar) sagram-se vice-campeões

Realizou-se no passado fim-de semana, dias 27 e 28 de fevereiro, o Campeonato Nacional de Esperanças em Pista Coberta, organizado pela Federação Portuguesa de Atletismo, destinado ao escalão de sub23 onde se incluem, também, os juniores. Este evento decorreu em várias pistas distribuídas pelo país face aos planos de contingência em vigor. No caso dos atletas unionistas, Gustavo Rodrigo participou na prova de 60m barreiras no Jamor, em Lisboa, enquanto Margarida Mota, Beatriz Guilherme, Beatriz Marques e Carlota Gonçalves competiram na pista de Pombal. Destaque para mais duas medalhas conquistadas pelos atletas tomarenses, desta feita, com Gustavo Rodrigo e Margarida Mota a sagrarem-se vice-campeões nacionais na sua especialidade. Gustavo, como foi dito, correu os 60m barreiras em Lisboa, onde se encontrava a maioria dos seus adversários diretos. Na eliminatória, o unionista estabeleceu um novo recorde pessoal, apurando-se para a final com o tempo de 8’’40, tempo que viria a aproximar novamente já na final, ao terminar com o registo de 8’’42, marca que valeu a Gustavo Rodrigo o 2º lugar nesta competição. Margarida Mota saltou em Pombal, competindo na prova de Salto em Altura sagrando-se vice-campeã nacional da especialidade, ela que era a detentora do título uma vez que se havia sagrado campeã na época transata. Ao contrário da prova de 60m barreiras de Gustavo na qual todo o pódio saiu da final corrida no Jamor, Margarida “sofreu” com este formato de competição em várias pistas, uma vez que a vencedora competiu em Lisboa, também no Jamor, e a 3ª classificada em Braga, no Altice Fórum de Braga. Assim, Margarida com um concurso praticamente sozinha em Pombal, terminou com a marca de 1,59m ficando a apenas uma fasquia (1,62m) do título nacional. Quem ficou também à beira do pódio, também a apenas uma fasquia, foi Carlota Gonçalves a prova de Salto com Vara, já na segunda jornada, onde transpôs a altura de 2,80m, a sua melhor marca do ano, que lhe valeu o 5º lugar na competição. Na mesma prova, Beatriz Marques terminou na 7ª posição, sendo finalista, com a marca de 2,20m. Beatriz alcançou ainda a mesma posição, 7ª, na prova de Triplo Salto ao terminar com 10,80m como melhor marca. Beatriz Guilherme correu a prova de 60m barreiras, também em Pombal, terminando com um registo idêntico ao seu melhor da presente época, 10’’49 que lhe valeram o 19º lugar dentre todas as presentes. A Secção de Atletismo do União FCI de Tomar

Torneios de Preparação de Pista Coberta – Manuel Dias continua a sua preparação

Realizou-se na passada quarta-feira, dia 24 de fevereiro em Lisboa, no Centro de Alto Rendimento em Lisboa, mais uma prova de preparação desta feita organizada pela Associação de Atletismo de Lisboa. Participou com as cores do União FCI de Tomar, Manuel Dias na prova de Salto com Vara continuando a sua preparação para as restantes competições nacionais em Pista Coberta. O tomarense transpôs a fasquia a 4,40m, a sua melhor marca da presente época. A Secção de Atletismo do União FCI de Tomar