ALCANENA – Alunos do Agrupamento de Escolas apresentam conclusões da reunião do...

ALCANENA – Alunos do Agrupamento de Escolas apresentam conclusões da reunião do Projeto OCDE

Miguel Sampainho e Guilherme Félix, alunos da Escola Secundária de Alcanena, que representaram o Agrupamento de Escolas de Alcanena, conjuntamente com a direção do mesmo, na VIII Reunião do Projeto OCDE – “Future of Education and Skills: Education 2030”, que decorreu em Paris, entre os dias 29 e 31 de outubro de 2018, apresentaram, na Reunião da Câmara Municipal de Alcanena de 7 de janeiro de 2019, as conclusões emanadas da reunião, intitulada “A Voz dos Alunos – Direitos Humanos”. Os alunos agradeceram a oportunidade que foi dada pela Câmara Municipal de Alcanena de participarem na referida reunião, sendo agora os embaixadores da OCDE na matéria. As conclusões apresentadas, as quais foram também expostas numa reunião com o Ministério da Educação, foram as seguintes:

1 – Inscrição da voz dos alunos nos Regulamentos Internos das Escolas, sendo que a sua operacionalização deverá ser delineada em consonância com o projeto educativo e características de cada Escola.

2 – Direito à privacidade:
– Sensibilização da comunidade escolar, através de palestras que remetam para os perigos de roubo de identidade e de um uso inseguro da internet;
– Formações e workshops para os encarregados de educação sobre a importância de ter em atenção a atividade dos seus educandos na Internet, atividade que, se não for devidamente controlada, pode vir a comprometer a segurança destes.

3 – Direito à não violência
– Reforço das medidas contra o bullying;
– Criação e divulgação de um gabinete de apoio ao aluno com completa privacidade onde possam beneficiar da ajuda de um psicólogo;
– Oferta, no 12º ano de escolaridade, de uma opção de frequência facultativa que tenha como finalidade o desenvolvimento de projetos de consciencialização sobre os direitos humanos.

4 – A educação deve visar a plena expansão da personalidade humana.
– Reforço da promoção da criação de diversos clubes para aumentar a diversidade extracurricular dos estudantes sendo, também, uma boa estratégia de inclusão social;
– Promoção de espaços de criação em que cada aluno é incentivado a dar voz aos seus talentos e às suas potencialidades, construindo, desta forma, o seu próprio percurso escolar;
– Implementação efetiva da diferenciação pedagógica, indo-se ao encontro das características e estilos de aprendizagem de cada aluno;
– Alargamento da flexibilidade curricular a todos os anos escolares;
– Generalização da abordagem do currículo por projetos;
– Generalização das aulas lecionadas por dois ou mais docentes de disciplinas diferentes, de modo a potenciar o conhecimento interdisciplinar.

Recorde-se que autarquia deliberou, na sua reunião realizada a 15 de outubro de 2018, atribuir um apoio financeiro no valor de 800,00€ (oitocentos euros) ao Agrupamento de Escolas de Alcanena para comparticipação das despesas associadas à participação de dois alunos do ensino secundário na VIII reunião do Projeto da OCDE – Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico “Future os Education and Skills: Education 2030”. www.cm-alcanena.pt