ABRANTES – VIII Jornadas das Bibliotecas de 25 a 27 de novembro

ABRANTES – VIII Jornadas das Bibliotecas de 25 a 27 de novembro

A Biblioteca Municipal António Botto, em Abrantes, vai acolher as diversas atividades das Jornadas, contando-se ainda a comemoração do 29° aniversário da Biblioteca de Abrantes, a 26 de novembro. Nomes como Susana Silvestre, com vasta experiência na liderança de projetos participativos nas bibliotecas, ou Sofia Castro Fernandes, autora de cinco livros e de um dos blogs mais lidos do país (às nove no meu blogue) vão estar em Abrantes no dia 25 de novembro. Nesse mesmo dia, o escritor e editor Rui Couceiro apresenta em Abrantes o seu primeiro romance “Baiôa sem data para morrer”, da Porto Editora. Há ainda o workshop “Voz e Comunicação”, com o ator Marcantonio Del Carlo e o também ator Paulo Pires traz a Abrantes um recital de poesia e harpa, com Emanuela Nicoli. Após sete anos de jornadas biblioteconómicas de Abrantes, neste ano de 2022 apresentamos as Jornadas das Bibliotecas de Abrantes onde vai ser privilegiada a função social da biblioteca, como agente de inclusão que orienta o seu foco de intervenção para os interessados e as necessidades da comunidade. Uma biblioteca feita de pessoas, com pessoas e para pessoas. As Jornadas das Bibliotecas de Abrantes destinam-se a bibliotecários, professores bibliotecários, técnicos de biblioteca, professores, educadores, animadores, mediadores de leitura e público em geral. As entradas são livres em todas as atividades. Organizadas pelo Município de Abrantes, as Jornadas das Bibliotecas têm o objetivo de fomentar o contacto entre todos os profissionais de informação-documentação, o mundo das bibliotecas (públicas e escolares) e as questões que se colocam à generalidade dos mediadores de leitura do nosso país.

PROGRAMA:

JORNADAS DAS BIBLIOTECAS DE ABRANTES
Para que serve uma biblioteca, hoje?
25, 26 e 27 de novembro de 2022
26 de novembro de 2022 – 29º Aniversário da Biblioteca Municipal António Botto
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes

Sinopse:
“Esta biblioteca é feita de pessoas. Sigam-me!” Foi com esta expressão que no dia 1 de julho de 2021, Dia Mundial da Bibliotecas, voltámos a abrir as portas da Biblioteca Municipal António Botto. Uma biblioteca renovada, com novas oportunidades e desafios associados à inovação, transformação e sustentabilidade num concelho e numa sociedade do século XXI. Após sete anos de jornadas biblioteconómicas de Abrantes, privilegiamos, mais do que nunca, a função social da biblioteca, como agente de inclusão que orienta o seu foco de intervenção para os interesses e as necessidades da comunidade. Contamos com a participação e envolvimento de toda a comunidade, para que possamos dar seguimento a este tão almejado projeto que estamos a (re)construir em conjunto para e com a nossa comunidade. Uma biblioteca feita de pessoas, com pessoas e para pessoas! Cientes da importância da lei¬tura como fator de qua¬li¬fi¬cação hu¬mana e, logo, de de-sen¬vol¬vi¬mento so¬cial, apresentamos em 2022 as Jornadas das Bibliotecas de Abrantes com o objetivo de fomentar o contacto, não só entre todos os profissionais de informação-documentação e os mediadores de leitura no nosso país com o mundo das bibliotecas públicas e escolares, como também com todas as pessoas que se interessem por leituras e queiram participar.

25 de novembro de 2022

10H00 – 13H00
Serão as bibliotecas relevantes no futuro?
Por Susana Silvestre
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes
Inscrição em biblioteca@cm-abrantes.pt

A coleção mais importante da biblioteca são as pessoas! Esta masterclass tem como objetivo aumentar a consciencialização dos participantes sobre o potencial das bibliotecas públicas como parceiros dinâmicos e versáteis para programas e atividades em torno da democracia e participação. A melhor maneira é refletir e experimentar um treino para a democracia!

Susana Silvestre é licenciada em Comunicação Social e Cultural, pela Universidade Católica Portuguesa. Tem cursos nas áreas do Empreendedorismo e Indústrias Criativas, Design Thinking, metodologia baseada no Lego Serious Play e Scennario Planning. Focada em programas inclusivos e sustentáveis que promovem maior equidade e empoderamento entre as pessoas, tem experiência consolidada na liderança de processos participativos com equipas de trabalho e com cidadãos, em território nacional e internacional, sendo pioneira no Design Thinking para bibliotecas, em Portugal. É dirigente na Câmara Municipal de Lisboa, desde 2010, tendo dirigido a Rede de Bibliotecas (BLX) durante 12 anos. Atualmente é Chefe da Divisão de Monitorização, do Planeamento Urbano, tendo criado recentemente o Laboratório Urbano de Lisboa. É autora da publicação “Toolkit: civic engagement in public libraries” (em fase de edição) com a Public Libraries 2030/Lighthouse Libraries e o Joint Research Center (Comissão Europeia) e “Alcântara World Café: Lisbon Public Libraries Network and NOVA University Partnership within Communities’ Processes of Participation”.

15H00 – 18H00
As novas leituras do século XXI
Por Sofia Castro Fernandes (@asnove)
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes
Inscrição em biblioteca@cm-abrantes.pt

Sofia Castro Fernandes é uma das mais requisitadas oradoras em Portugal. Autora de cinco livros e de um dos blogs mais lidos do nosso país, blog do ano 2019, às nove no meu blog. Licenciada em Direito, pós-graduada em Marketing Management e em Psicologia Positiva. Jurista, Formadora, Consultora de Recursos Humanos, tornou-se Executive Coach e o seu percurso internacional levou-a a abraçar projetos em Londres, Genebra, Rio de Janeiro e São Paulo. Contribui apaixonadamente para o desenvolvimento do talento individual e coletivo de algumas das melhores multinacionais em Portugal, nas áreas da Liderança, inteligência Emocional, Psicologia Positiva, Gestão de stress & Produtividade (GTD) e Comunicação de Influência. Professora convidada no ISEG, na Universidade de Coimbra, na Porto Business School, na NOVA SBE e no ISEC.

Livros: Às 9 no Meu Livro, Descomplica – 11 verbos que vão transformar a tua vida, Recomeça- 9 passos que vão mudar a tua vida, Acredita – Coisas boas acontecem e Inspira (te) – Roteiro para o teu bem estar emocional.

Linkedin:
https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6679708435509989376/

25 de novembro de 2022 / 21H30

ENCONTRO COM O ESCRITOR RUI COUCEIRO
Apresentação do livro Baiôa sem data para morrer, de Rui Couceiro, da Porto Editora.
Com a presença do escritor.
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes
Entrada livre.

Rui Couceiro nasceu no Porto, em 1984. É licenciado em Comunicação Social, mestre em Ciências da Comunicação e tem uma pós-graduação em Estudos Culturais. Orgulha-se de ter crescido de joelhos esfolados, em Espinho. Foi campeão nacional de voleibol em todos os escalões de formação e considera que o desporto foi a sua principal escola. Durante a adolescência, decidiu que queria ser jornalista e, aos quinze, começou um percurso de oito anos numa rádio local. Estagiou na SIC e foi correspondente da LUSA, até perceber, em 2006, que afinal não queria o jornalismo, mas sim apostar noutra paixão – os livros. Foi assessor de comunicação e coordenador cultural da Porto Editora durante dez anos, até que, em 2016, assumiu funções de editor na Bertrand, tendo desde então a seu cargo a chancela Contraponto. Nos últimos anos, reatou colaborações com a comunicação social: primeiro, partilhou com a escritora Filipa Martins a autoria e apresentação do programa «A Biblioteca de», na rádio Renascença; atualmente, escreve para o site da revista Visão. É, desde 2021, membro do Conselho Cultural da Fundação Eça de Queiroz. Abandonou uma tese de doutoramento em Estudos Culturais, para escrever este romance.

26 e 27 de novembro de 2022 / 09H30 – 13H00 e 14H30 – 18H00
WORKSHOP – “VOZ E COMUNICAÇÃO”
Por Marcantonio Del Carlo
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes
Participação gratuita. Inscrição obrigatória. Número limite de participantes.

Este workshop permite o desenvolvimento de uma série de valências que são fundamentais nos tempos de hoje. Direcionado para todos aqueles, a partir dos 16 anos, que gostariam de desenvolver competências em áreas como:

– Falar em público e projeção de voz.
– Trabalhar a postura corporal.
– Ter desenvolvidas as capacidades de empatia e socialização.
– Trabalhar a confiança e a autoestima.

Através dos recursos da expressão dramática aplicados ao trabalho da voz, o que se pretende é transmitir técnicas adequadas para se conseguir uma melhor comunicação e dar a conhecer uma visão mais clara do trabalho que cada um dos formandos pode desenvolver para ser melhor ouvido e melhor entendido. Marcantonio Del Carlo, 16/11/1965, de nacionalidade italiana. Licenciado na área de representação pela Escola Superior de Teatro e Cinema, detentor do grau de especialista na área de representação obtido na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, e do estatuto de Formador do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua. Foi diretor da cadeira Técnicas de Interpretação em Cinema e Televisão do curso de Teatro e Artes Performativas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, da cadeira Artes e Espetáculo na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. No teatro, desde 1989 que é ator e encenador profissional tendo participado em mais de cinquenta produções nacionais e internacionais. No cinema, além de ter participado como ator em mais de quinze longas-metragens, escreveu e realizou as média-metragens Mau Vinho (Douro Film Harvest 2013), O Tesouro (Vindouro, Douro Film Harvest 2013/Festival Vista Curta 2015) e Uma Pequenina Luz (Festival TAP da Lusofonia 2015). Em 2015, escreveu e realizou a longa-metragem Tábuas Com História (Vencedora do Los Angeles Brazilian Film Festival na categoria de melhor filme internacional). Também como autor tem três obras publicadas no âmbito da escrita teatral: DEGRAUS, 2008, Lisboa, Sete Caminhos; FIGURAÇÃO ESPECIAL, 2011, Lisboa, Fonte da Palavra; MSHOW, 2013, Lisboa, Fonte da Palavra. Fez parte da equipa de guionistas da SIC Filmes. Faz parte da direção da Associação Portuguesa de Locutores. É membro da Academia de Cinema Portuguesa. Desde 1996 que o seu trabalho como ator na televisão é reconhecido pelo grande público e pela crítica, tendo participado em inúmeras telenovelas e séries para a RTP, TV GLOBO, NETFLIX, SIC e TVI. Desde 2000 que dirige formações no âmbito do trabalho da voz/comunicação/media coaching em várias entidades ligadas ao ensino e empresas.

26 de novembro de 2022 / 21H30

RECITAL DE POESIA E HARPA COM PAULO PIRES
CAMINHOS LITERÁRIOS
Biblioteca Municipal António Botto – Abrantes
Entrada livre, mas sujeita ao levantamento de bilhetes no Welcome Center – Posto de Turismo de Abrantes na véspera e, caso não esgotem, no dia do espetáculo na Biblioteca Municipal António Botto uma hora antes do espetáculo.

Momento de rara e fresca beleza lírica e musical com um depurado sentido estético, este recital traz-nos Paulo Pires, consagrado Actor, em declamação de poemas de autores nacionais acompanhado pela leve e etérea musicalidade da Harpa com Emanuela Nicoli.
Paulo Pires – Declamação
Emanuela Nicoli – Harpa