ABRANTES – Reuniões de Câmara já são transmitidas online

ABRANTES – Reuniões de Câmara já são transmitidas online

As reuniões da Câmara de Abrantes já começam a ter transmissão online, podendo as sessões ser acompanhadas em direto ou visualizadas posteriormente nas plataformas digitais da Câmara Municipal, nomeadamente no Facebook e no Youtube. Num futuro próximo, serão também difundidas através da plataforma Abrantes 360 e, posteriormente, noutros canais de comunicação que venham a ser considerados pertinentes. “É um dia histórico que todos procurámos, de forma a que aquilo que é discutido na casa da democracia possa chegar ao maior número possível de cidadãos, com toda a transparência e clareza”, salientou o Presidente da Câmara Municipal. Manuel Jorge Valamatos (PS) foi acompanhado pelos vereadores Rui Santos (PSD) e Armindo Silveira (BE) no sublinhado sobre a importância da operacionalização deste sistema de comunicação que permite aos cidadãos o acesso à informação direta sobre a atividade autárquica. A transmissão em direto das reuniões públicas não invalida a presença e intervenção do público nas mesmas, de acordo com o regulamento das reuniões. O Executivo havia assumido o compromisso para disponibilizar a transmissão online até ao final do 1º semestre de 2020. O Presidente da Câmara sublinhou que o processo de transmissão direta das sessões não encerra em si apenas essa vertente já que envolverá igualmente o tratamento da informação produzida (vídeo, atas, etc.). Serão aplicados procedimentos de indexação automática, através de algoritmos de inteligência artificial e de aprendizagem automática e mecanismos de transmissão, que permitirão que essa informação seja disponibilizada e recuperada no repositório do Município e na plataforma Abrantes360, devidamente contextualizada. Este último ponto será concretizado durante o 2º semestre de 2020 e ao longo do próximo ano de 2021. Em suma, está integrado na visão estratégica projetada pelo Executivo para aproximar os cidadãos dos serviços municipais, juntando os recursos das tecnologias e da administração pública. O investimento da Câmara neste processo rondou os 25.000€ e contou com o apoio técnico da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA| IPT).