ABRANTES – Massimo Esposito e Juju Bento expõem na Galeria Municipal

ABRANTES – Massimo Esposito e Juju Bento expõem na Galeria Municipal

A exposição “Um fio de arte” inaugura no Dia da Cidade, 14 de junho, pelas 18h00, ficando patente ao público até 16 de julho. O momento inaugural conta com instantes de interação com o público e uma performance de dança contemporânea pela abrantina Marina Brunheta. “Um fio de arte” apresenta 23 obras, nas várias técnicas, da autoria de Massimo Esposito, artista plástico italiano residente em Portugal desde 1986. Pintor, retratista, gráfico, pintor de azulejos e animador cultural, radicado em Abrantes, cidade onde há 26 anos dinamiza a escola de ensino de pintura “Atelier do Massimo”.  Sobre a exposição, Massimo Esposito explica que, “Há um fio, comprido e complexo, que une o nosso cérebro ao nosso coração e se estende a todos aos que se aproximam de nós. Um fio chamado comunicação, interação e, às vezes, amor. Um fio que deve ser cuidado e mantido e quando se rompe há tristezas e amarguras. Neste momento/exposição/evento quero dizer que, como artista e “operário do pincel” farei o possível para manter este fio ativo e disponível a todos para desenvolver o amor à arte e à nossa cidade”.

 

 

Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura em algumas autarquias do Médio Tejo. É a partir dessa vasta atividade criativa que fez emergir jovens artistas plásticos, que o autor, também curador da exposição, convidou a jovem Juju Bento (nome artístico de Ana Bento) a expor alguns dos seus trabalhos. Natural de Abrantes, foi aluna de Massimo Esposito (um fio que os une). Passou pela Escola Secundária Artística António Arroio, em Lisboa, onde completou o ensino secundário, especializando-se em cerâmica e é licenciada em Artes Plásticas na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. A sua prática complementa-se entre a performance, a escultura, o desenho e o vídeo. Os trabalhos da autora apresentados nesta mostra recaem sobre “memórias espaciais” sobre as formas que habitou.

“Um fio de arte” inaugura um ciclo de quatro exposições/eventos, denominado “Arte por um fio”, a decorrer no QuARTel – Galeria Municipal, até 7 de janeiro de 2023, com curadoria de Massimo Esposito. Serão apresentados trabalhos artísticos de vários autores do campo das artes plásticas, com origem no concelho de Abrantes, mas também da região, com o intuito de aproximar o público à arte. Com a abertura do Museu Ibérico de Arqueologia e Arte (MIAA), em dezembro de 2021, a exibição da Coleção Figueiredo Ribeiro transitou para duas salas deste novo museu, deixando o QuARTel como espaço privilegiado para a divulgação de artistas da região, em articulação com a nova oferta cultural de Abrantes, através da sua rede de museus e de outros equipamentos culturais.

Horário de funcionamento

Terça-feira a sábado e feriado municipal de 14 de junho, das 14:00 – 17:30

Observação: Última entrada 30m antes da hora de fecho

MORADA

Largo de Sant’ana (antigo quartel dos bombeiros). Abrantes

Coordenadas GPS: 39,46423°N 8,20093°O