ABRANTES – Dois homens em tribunal por burlar Caixa Geral de Depósitos...

ABRANTES – Dois homens em tribunal por burlar Caixa Geral de Depósitos num processo em que advogado da cidade viu dez mil euros “fugirem” da sua conta

O Tribunal de Santarém vai julgar dois homens, de 49 e 55 anos de idade, por suspeitas de burla qualificada. O caso remonta a 2014, altura em que um dos indivíduos entrou em contacto com a Caixa Geral de Depósitos de Abrantes fazendo-se passar por um advogado daquela cidade, uma indicação que ganhou força quando, nesses contactos efectuados, demonstrou estar na posse de dados que só deveriam estar com o lesado, em especial o número de conta bancária. Para além disso, os burlões ainda contaram com a ingenuidade de uma funcionária da CGD, pelo que foram retirados dez mil euros da vítima para uma conta dos agora arguidos. Refira-se que o banco devolveu o dinheiro ao advogado lesado. A funcionária que também caiu no “conto do vigário”, agora reformada, tem estado a pagar, mensalmente, uma determinada verba para compensar o prejuízo da Caixa Geral de Depósitos.