TOMAR – PSD surpreendido com a presença de Luís Ferreira na operação...

TOMAR – PSD surpreendido com a presença de Luís Ferreira na operação «Floresta Protegida»: João Tenreiro pediu explicações e Anabela Freitas diz que vereador terá que provar afirmações

A presença de Luís Ferreira, membro da Assembleia Municipal de Tomar pelo Partido Socialista, na recente “apresentação” das forças da Guarda Nacional Republicana em plena Praça da República, a propósito da Operação Floresta Protegida, não caiu bem junto dos vereadores do Partido Social-Democrata. O eleito João Tenreiro, em plena sessão do executivo camarário que decorreu nesta segunda-feira, fez sentir o seu descontentamento à presidente Anabela Freitas. Sem nunca se referir ao nome de Luís Ferreira, o vereador do PSD quis saber em que funções se enquadrou a presença do ex-chefe de gabinete e quais as razões pelas quais outros membros da Assembleia e até os próprios vereadores não foram convidados a participar na cerimónia. Anabela Freitas não gostou e referiu que Tenreiro vai ter que provar o que referiu:

João Tenreiro: «A senhora sabe muito bem o que é que eu lhe perguntei. Sabe muito bem! Não tente mandar para o lado e dizer que é um cidadão… Então se todos os cidadãos tomarenses quisessem participar da mesma forma o que acontecia? A senhora por vezes parece que se esquece das funções que tem e das respostas que deve dar. Foram várias pessoas que nos alertaram para essa presença e perguntaram se os deputados do PSD tinham sido convidados. Dirigir as tropas é uma expressão, como é óbvio… Mas posso dizer que quem via de fora parecia que aquele deputado tinha funções inerentes a uma gestão municipal

Anabela Freitas: «Grave é o senhor acusar-me que eu convidei um deputado municipal e que não convidei os outros deputados. O senhor vai provar que eu convidei… Na sua primeira intervenção, o senhor disse precisamente isso. O senhor vai ter que provar. Não vale a pena vir para aqui lançar isto e aquilo».