TOMAR – PCP quer evitar despedimentos na Fábrica de Papel do Prado...

TOMAR – PCP quer evitar despedimentos na Fábrica de Papel do Prado e garantir direitos dos trabalhadores

Num comunicado enviado para a redacção da Hertz, a Concelhia de Tomar do Partido Comunista Português «manifesta a sua solidariedade para com os trabalhadores da Fábrica de papel do Prado», situada na Além da Ribeira/Pedreira, «e a sua disponibilidade para desenvolver as ações adequadas, na Assembleia da República, na Câmara Municipal e Assembleia Municipal, no sentido de defender o aparelho produtivo, defender a produção Nacional, defender os postos de trabalho e defender os direitos dos trabalhadores», refere, então, o texto enviado para a redacção da Hertz. No que diz respeito à Assembleia da República, a situação da Fábrica já foi transmitida ao Deputado do PCP eleito pelo distrito, António Filipe. Ou seja, o PCP fala em «despedimento de trabalhadores, do não pagamento do salário do mês de dezembro assim como de parte do subsídio de Natal». É deixada a garantia de que o Vereador Bruno Graça, da Câmara de Tomar, «irá propor uma reunião urgente com o Conselho de Administração da Prado Karton para se inteirar dos problemas», enquanto na Assembleia Municipal, no seio da CDU, «o PCP irá intervir para que seja constituída uma comissão para reunir urgentemente com o Conselho de Administração da Fábrica de papel do Prado».