TOMAR – Ministro do Ambiente continua em silêncio ensurdecedor sobre poluição no...

TOMAR – Ministro do Ambiente continua em silêncio ensurdecedor sobre poluição no Nabão. PSD volta “à carga” e questiona governante

Os deputados do Partido Social-Democrata eleitos pelo Distrito de Santarém não perdoam o silêncio do Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, em torno da poluição que tem atingido o rio Nabão, em Tomar. Depois de já terem pedido explicações ao governante – e sem qualquer resposta (o que, aliás, tem sucedido com os esclarecimentos promovidos pelas diferentes forças políticas) – os deputados Teresa Leal Coelho, Nuno Serra e Duarte Marques voltaram “à carga”, relembrando João Matos Fernandes de que as normas regimentais da Assembleia da República fixam em trinta dias o limite do prazo para resposta. O Partido Social-Democrata centra, agora, a sua intervenção nos problemas ambientais existentes na ETAR de Seiça (que está situada no concelho de Tomar), questionando o Ministro sobre quais as razões que fazem com que a estrutura em causa esteja a poluir o rio Nabão. Fica, ainda, a questão em torno de quem tem a «responsabilidade pela gestão e manutenção e da ETAR» e «que medidas tem o Ministério do Ambiente previstas para resolver este problema e para tomar medidas no sentido de reabilitar a Estação de Tratamento». Sobre a responsabilidade da gestão da ETAR, é do domínio público que é a empresa Ambiourém que assume esse controlo mas, também daqui, até à data, não houve registo para qualquer posição pública sobre o que tem acontecido ao Nabão.

Screenshot_6
Screenshot_6