TOMAR – Acordo PS/IpT: Pedro Marques disse, há um ano, que se...

TOMAR – Acordo PS/IpT: Pedro Marques disse, há um ano, que se dependesse dele, Anabela Freitas não seria a próxima presidente

É a notícia da semana, no que à política diz respeito. Tal como a Hertz avançou nesta terça-feira, os Independentes assumiram a desistência das eleições Autárquicas de Outubro próximo e apoiam, nesse sufrágio, o Partido Socialista, não só a candidatura de Anabela Freitas à Câmara como também as apostas do PS às onze freguesias do concelho. Pedro Marques, o rosto mais visível dos IpT, deixou claro – na conferência de imprensa conjunta que decorreu nesta terça – que os socialistas tiveram uma mudança «para melhor» na gestão do Município desde há 16, 17 meses. Salta à vista a coincidência entre este designado período temporal e a saída de Luís Ferreira da chefia do gabinete da presidência da autarquia, sendo que o nome do actual membro adstrito da Assembleia Municipal de Tomar nunca foi mencionado por Pedro Marques como a base dessa “viragem” decisiva. Mas a verdade é que há cerca de um ano – ou seja, há doze meses – Pedro Marques, em plena reunião do executivo autárquico, deixou claro que se dependesse dele Anabela Freitas não seria a próxima presidente de Câmara. A propósito de um episódio que ocorreu no Congresso da Sopa de 2016, houve dura troca de acusações entre a presidente e o vereador. Na altura, Pedro Marques disse mesmo que Anabela Freitas «teve a atitude mais baixa que alguém nas funções de presidente teve para com um autarca», referindo, até, que «em política não vale tudo»: