CONSTÂNCIA – «Deus quer, o homem sonha e a obra nasce»: assim...

CONSTÂNCIA – «Deus quer, o homem sonha e a obra nasce»: assim foi apresentado o Espaço «Vida Activa» (c/vídeo)

«Deus quer, o homem sonha e a obra nasce». Foi desta forma, embalada por Fernando Pessoa, que começou a cerimónia de inauguração do Espaço “Vida Activa”, obra realizada no edifício da Santa Casa da Misericórdia de Constância e que significa, a esse propósito, o concretizar de um sonho, nomeadamente no apoio aos mais idosos, que ficam, desta forma, com uma estrutura de apoio fundamental para que o dia-a-dia seja melhor. A Hertz marcou presença na sessão, que teve lugar, precisamente, no Dia do Concelho. Houve lugar para o habitual conjunto de intervenções, a começar pelo anfitrião, António Paulo Teixeira, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Constância, que falou de um «dia de memórias para as gentes da Vila Poema». Maria Júlia Amorim, presidente da Câmara Municipal de Constância, elogiou o papel da Santa Casa, sublinhando que os utentes irão ficar com as condições melhoradas. Pedro Santana Lopes, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, foi uma das presenças mais notadas nesta cerimónia. E começou, precisamente, por aqui, ou seja, por explicar as razões para ter feito questão de estar em Constância. Registo, ainda, para as palavras de Manuel de Lemos, presidente da União das Misericórdias Portuguesas, que recuou no tempo para recordar o início do fundo que esteve na base da finalização da obra. A finalizar, houve lugar para a intervenção de Catarina Marcelino, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, que sublinhou a importância deste passo que foi dado em Constância, assegurando que sabe bem qual o trabalho das Misericórdias. A Hertz acompanhou a sessão pelo que pode assistir à reportagem, em vídeo, editada pela nossa redacção.