Carolina Ribeiro e Manuel Dias (U. Tomar) são vice-campeões nacionais

Carolina Ribeiro e Manuel Dias (U. Tomar) são vice-campeões nacionais

No passado fim-de-semana, 20 e 21 de Junho, realizou-se em Fátima os Campeonatos Nacionais de Juvenis de Pista ao ar livre. Foi um fim-de-semana especial, pois dois atletas do União FCI de Tomar, Carolina Ribeiro e Manuel Dias sagraram-se vice campeões nacionais de juvenis.Ambos os atletas nabantinos participaram na competição de provas combinadas, Carolina (ainda iniciada) participou no Heptatlo sendo a 6ª do ranking nacional e Manuel no Decatlo que se posicionava no 5º lugar do ranking nacional. Ambos os atletas tiveram prestações excelentes alcançando os dois recordes pessoais na competição e superando os melhores atletas do país. Carolina começou a competição com os 100 metros barreiras, e se em termos de resultado, 2ª classificada, até foi bom, a marca obtida ficou um pouco longe do seu melhor. Mas esta prova terá sido o “clique” para o excelente desempenho de Carolina, pois numa das passagens sobre as barreiras, um toque numa delas quase a colocou fora de prova, assustando todos os presentes. Mas a sua vontade de vencer veio ao de cima e mesmo com as passadas não muito certas terminou a prova. Nesta disciplina obteve a marca de 15,87 (730 pontos). Seguiu-se o salto em altura onde conseguiu igualar o seu recorde pessoal (1.51) tendo ficando em 1º lugar juntamente com a vencedora da competição Sónia Machado somando mais 632 pontos. No lançamento do peso (3 kg) deixou a vencedora afastar-se um pouco, ao lançar 9,24 metros ficou distante dos 12,67 metros de Sónia, ficando da 3ª posição e somando mais 480 pontos. Mas se aqui perdeu vantagem, nos 200 metros recuperou o terreno perdido, ao vencer folgadamente com 25,88 e somando 808 pontos. 206 pontos era a diferença para Sónia Machado, e o salto em comprimento era o próximo desafio onde a atleta unionista tem tido boas prestações, no entanto os dois anos de diferença entre ambas as atletas terá sido determinante, como noutras provas, Carolina fez 5.04 (570 pontos) e Sónia fez mais 14 centímetros e 39 pontos, aumentando a vantagem. O primeiro lugar estava assim a fugir, havia portanto que garantir a segunda posição, pois até á prova antes do comprimento nunca esteve em perigo, mas nas últimas três provas a 3ª classificada (Barbara Silva) poderia aproximar-se como aconteceu no comprimento, e o equilíbrio nos resultados seria a chave para um bom resultado. E assim foi, no Dardo (500 gr) Carolina lançou 19,99 metros (289 pontos) e Barbara 17,91 metros (250 pontos), ganhando ainda alguma vantagem e só um milagre a tirava do 2º lugar, mas na ultima prova Barbara era mesmo a que tinha a melhor marca, vencendo os 800 metros em 2’29’’87 (695 pontos) mas Carolina, se calhar ainda com a prova de barreiras na cabeça, terminou a competição com 2’33”22 (653 pontos) e uma grande vontade de vencer. Como já foi referido Sónia Machado (Juventude Vidigalense) foi a campeã com 4547 pontos, Carolina Ribeiro (União FCI de Tomar) foi vice campeã com 4162 pontos e o ultimo lugar do pódio foi para Barbara Silva (LAVRA) com 4106 pontos. Na prova masculina, Manuel Dias lutava por um lugar no pódio, o que era uma grande vitória para o jovem atleta unionista, só que com o desenrolar da competição, e no final terminar a escassos 25 pontos do primeiro lugar fica-se com a sensação que afinal Manuel Dias não era um atleta para alcançar um lugar no pódio, mas sim um atleta a quem todos queriam ganhar e… só um o conseguiu. Os 100 metros planos foram os primeiros obstáculos a ultrapassar, e o atleta nabantino foi 3ºclassificado com a marca de 11’’45 (763 pontos) contra os 11’’27 de Diogo Guerra (MAC) e os 11’’29 do vencedor do Decatlo Tiago Tavares (GDC), começando em lugar de pódio. Seguiu-se o salto em comprimento onde obteve a marca de 6,22 metros (635 pontos) terminando o concurso em 4º lugar. O lançamento do peso (5 kg) não correu como era esperado, mas mesmo assim os 11,51 metros (577 pontos) deram para ser a 3ª melhor marca do concurso. A prova que lhe tem corrido pior nos últimos tempos, o salto em altura, foi também o “calcanhar de Aquiles” da sua competição, no entanto, mas longe da sua melhor marca, obteve 1,72 metros (560 pontos) e mesmo sendo a pior marca da prova foi uma surpresa… para alguns. Era então altura de somar mais pontos e chegaram os 400 metros e aqui o perigo vinha de Diogo Guerra, mas era altura de ganhar pontos ao 1º classificado, e assim foi Manuel foi 2º com 52’’14 (719 pontos) contra os 51’’20 de Diogo, mas bem melhor que 54’’35 de Tiago. O equilíbrio nos 110 metros era evidente, com todos atletas a serem muito regulares nesta disciplina e o atleta unionista terminou em 3º lugar com a marca de 15’’71 (766 pontos) e a luta continuava pois Manuel mantinha-se em 3º lugar. Uma disciplina que não lhe correu de feição, lançamento do Disco (1,5 kg), aproximou-o do 2º lugar pois conseguiu melhor que Diogo Guerra, 28,31 metros (431 pontos) contra 25,93 metros. No salto com vara podia então marcar a diferença nesta competição, disciplina que nos últimos tempos tem dado muito trabalho, quer ao atleta quer ao treinador, e quando se esperava que Manuel iguala-se o seu recorde pessoal (3,00 metros) Manuel Dias “arranca” 3,40 metros (457 pontos)e afastam-se os fantasma, melhor que ele só Pedro Machado (Juventude Vidigalense) com3,50 metros. A competição estava quase no final, duas provas para o fim, o lançamento do dardo (700 gr) onde Manuel se sentia confortável e o engenho voou até aos 46,15 metros (532 pontos) tendo ganho o concurso subindo ao 2º lugar. O segundo neste concurso foi Tiago Tavares com 37,43 metros. A maratona estava a acabar e a “maratona” estava a começar, faltavam os 1500 metros, uma verdadeira “maratona” para os atletas das provas combinadas, mas onde Manuel costuma esta muito certinho, e assim veio a acontecer, uma excelente prova a 4’52’’46 (604 pontos) a um escasso ponto de Diogo que venceu esta disciplina. O vencedor foi então Tiago Tavares (GDC) com 6069 pontos, Manuel Dias foi 2º com 6044 pontos e o 3º foi Diogo Guerra (MAC) com 6017 pontos. Simultaneamente Manuel Dias estabelece novo record distrital no decatlo alcançando 6044 pontos.

A MAIOR COMITIVA NUM NACIONAL DE JUVENIS – Mas o União não esteve presente só com Manuel Dias e Carolina Ribeiro, marcaram presença também, com resultados muito satisfatórios mais quatro atletas com mínimos, Sandra Simões, Sofia Rodrigo, Tatiana Santos e Leandro Francisco. Sofia Rodrigo nos 300m barreiras alcançou novo record pessoal com 42”99 e o 9º lugar nacional, enquanto que no salto com vara realizou a marca de 2m15cm ficando na 11ª posição. Sandra Martins no salto em altura ficou na 17ª posição com 1m46 e Leandro Francisco nos 2000m obstáculos chegou na 11ª posição com o tempo de 6’39’’64. Tatiana Santos também nos 2000m obstáculos terminou em 12º lugar com a marca de8’25’’93. Aproveitando os atletas que estiveram noutras competições o União participou nas estafetas de 4×100 metros e Medley (100-200-300-400 metros) com as equipas masculinas e femininas. As suas prestações foram muito positivas. Nos 4×100 femininos (Sofia Rodrigo, Tatiana Santos, Sandra Simões e Beatriz Guilherme) foram 12ª com o tempo de 54’’78. Os rapazes (Leandro Francisco, Edgar Pereira Pedro Saldanha e Bernardo Vieira) terminaram em18º lugar com o tempo de 52’’84. No domingo na estafeta Medley em femininos (Carlota Gonçalves, Sandra Simões, Beatriz Guilherme e Tatiana Santos) terminaram em 11º lugar com 2’34’’28 e nos masculinos (Bernardo Vieira, Edgar Pereira, António Costa e Pedro Saldanha) foram 16º com 2’31’’20. De realçar ainda que com estas excelentes prestações o União FCI de Tomar coletivamente foi 12º classificado no escalão feminino com 33 pontos (pontuaram 75 equipas) e em masculinos terminaram em 18º lugar com 24 pontos (pontuaram 86 equipas). Os vencedores em femininos foi o SL e Benfica e em masculinos os Sporting CP. A Secção de Atletismo do UFCIT